Consultoria em Gestão Hoteleira

Gestão Hoteleira – Gestão de Operações de Hospitalidade

Hotéis, Resorts, e outras organizações que trabalham com serviços de hospitalidade em geral, têm encontrado dificuldades em proporcionar aumento de produtividade e eficiência operacional e, ao mesmo tempo, garantir um melhor atendimento àqueles que vão se hospedar.

Um problema comumente encontrado neste setor é a ineficiência do gerenciamento de mão de obra, principalmente em períodos de alta temporada. A alta rotatividade de funcionários aliada com falta de padrões operacionais bem definidos podem reduzir a qualidade do serviço de atendimento, e consequentemente, a satisfação dos hóspedes.

O que é Gestão Hoteleira Lean Management?

Lean Management é uma filosofia de gestão empresarial que tem como objetivo principal criar valor para a empresa através da redução de desperdício. Requer uma total quebra dos paradigmas existentes e implica uma completa mudança de mentalidades, na forma como se gerem as atividades.

Gestão Hoteleira Lean Management consiste na correta organização e execução dos processos das diversas famílias de serviços de hospitalidade, tais como: recepção, governança, alimentos e bebidas, etc.

Para isso, utiliza um conjunto de políticas, procedimentos e ferramentas estruturadas, disponíveis tanto em plataformas físicas quanto virtuais.

A solução proposta pela Heisenberg Consulting consiste na aplicação de uma metodologia com conceitos e técnicas, que buscam a eliminação de desperdícios no fluxo de processos, aumentando a geração de valor sob a ótica do hóspede e os ganhos para o negócio.

Baseia-se na filosofia do Lean Thinking (Mentalidade Enxuta), que é reconhecida como um dos mais poderosos sistemas de gestão de operações do mundo, e vem sendo utilizada em diversos segmentos da indústria e serviço.

Alguns resultados obtidos

  • Redução de 50% no tempo de check out;
  • Redução de 30% no tempo de check in;
  • Aumento de 20% na produtividade nas áreas de Governança e Recepção;
  • Redução de fila através da eliminação na espera por quartos limpos durante o check in;
  • Eliminação da falta de enxovais nas áreas de piscina;
  • Redução de 15% no custo mensal de mão de obra (fixa + temporária).

 

Os 5 Princípios do “Lean Thinking” (Mentalidade Enxuta)

♦ Valor

O ponto de partida para a Mentalidade Enxuta consiste em definir o que é Valor. Diferente do que muitos pensam, não é a empresa, e sim o cliente quem define o que é valor. Para ele, a necessidade gera o valor, e cabe às empresas determinarem qual é essa necessidade, procurar satisfazê-la e cobrar por isso um preço específico, a fim de manter a empresa no negócio e aumentar seus lucros por meio da melhoria contínua dos processos, da redução de custos e da melhoria da qualidade.

♦ Fluxo de Valor

O próximo passo consiste em identificar o Fluxo de Valor. Significa dissecar a cadeia produtiva e separar os processos em três tipos: aqueles que efetivamente geram valor; aqueles que não geram valor, mas são importantes para a manutenção dos processos e da qualidade; e, por fim, aqueles que não agregam valor, devendo ser eliminados imediatamente. Apesar de continuamente olharem para sua cadeia produtiva, as empresas continuam a focalizar em reduções de custos não acompanhadas pelo exame da geração de valor. Elas olham apenas para números e indicadores no curto prazo, ignorando os processos reais de fornecedores e revendedores. As empresas devem olhar para todo o processo, desde a criação do produto até a venda final (aliás, inclusive, até o pós-venda).

♦ Fluxo Contínuo

A seguir, deve-se dar “fluidez” para os processos e atividades que restaram. Isso exige uma mudança na mentalidade das pessoas. Elas devem deixar de lado a ideia que têm de produção por departamentos como a melhor alternativa. Constituir Fluxo Contínuo com as etapas restantes é uma tarefa difícil do processo. É, também, a mais estimulante. O efeito imediato da criação de fluxos contínuos pode ser sentido na redução dos tempos de concepção de produtos, de processamento de pedidos e em estoques. Ter a capacidade de desenvolver, produzir e distribuir rapidamente dá ao produto uma “atualidade”: a empresa pode atender a necessidade dos clientes quase que instantaneamente.

♦ Produção Puxada

Permite inverter o fluxo produtivo: as empresas não mais empurram os produtos para o consumidor (desovando estoques) através de descontos e promoções. O consumidor passa a Puxar o Fluxo de Valor, reduzindo a necessidade de estoques e valorizando o produto. Sempre que não se consegue estabelecer o fluxo contínuo, conectam-se os processos através de sistemas puxados.

♦ Perfeição

A Perfeição, quinto e último passo para a Mentalidade Enxuta, deve ser o objetivo constante de todos envolvidos nos fluxos de valor. A busca pelo aperfeiçoamento contínuo em direção a um estado ideal deve nortear todos os esforços da empresa em processos transparentes, em que todos os membros da cadeia (montadores, fabricantes de diversos níveis, distribuidores e revendedores) tenham conhecimento profundo do processo como um todo, podendo dialogar e buscar continuamente melhores formas de se criar valor.